segunda-feira, 29 de abril de 2013

Pokaini – A Floresta Mística da Letônia


Na Letónia, não muito longe de Riga, há talvez, uma das zonas anómala mais poderosa do mundo – a floresta Pokaini. As peculiaridades deste lugar começaram se tornar conhecidas mundialmente quando em 1996, o pesquisador Ivar Wicks, disse a jornalistas sobre estranhas anomalias meteorológicas e as características misteriosas de rochas locais. Esta informação trouxe várias discussões. Descobriu-se que havia muitas outras coisas misteriosas acontecendo lá que só poderiam ser descritas como sobrenaturais.



Logo após a conversa de Vicks com os jornalistas, ele faleceu de uma doença desconhecida.Yevgeny Sidorov, outro cientista da Letónia, continuou a pesquisa. Ele descobriu que a floresta de Pokaini era um lugar de peregrinação para muitos turistas atraídos pelos rumores sobre o poder de cura deste lugar.



- A Lenda

O lugar é, na verdade, misterioso. O terreno é acidentado, existindo exatamente 30 morros ao redor. Oaks têm folhagem em apenas um lado. As rochas, no entanto, são o mistério principal. Ninguém pode dizer de onde eles vieram. A lenda mais popular diz que as pedras foram trazidas pelos peregrinos que vinham de toda a Europa como um “símbolo da libertação do pecado”.



Em tempos antigos, a floresta Pokainski foi considerada um lugar sagrado. Muitas lendas são conectadas com ela. Dizem que era um ponto de encontro de trinta druidas, onde cada druida controlado o tempo de sua própria colina. Os moradores locais dizem que o clima aqui é sempre bonito. Mesmo se chove ou neva na vizinhança, a floresta é sempre ensolarado. Incrivelmente, os pesquisadores confirmam essa observação.

Outra lenda diz que um objeto estranho está escondido sob uma das pedras. Alguns dizem que é um meteorito radioativo. Outros estão convencidos de que é uma tumba antiga. As rochas da colina, chamada Zikkurat , têm seus lados impressionantemente voltados para os quatro pontos cardeais do mundo. Parece até mesmo que as pedras eram utilizadas como uma espécie de bússola.

Em busca de respostas, há décadas cientistas examinam a floresta. Arqueólogos fizeram escavações, porém não encontraram qualquer sepultura. Medições comprovaram que os níveis de radiação são normais.
 Yanis Graudonis, um historiador local, acredita ser um total absurdo a teoria sobre a sacralidade da floresta, e que as pedras foram trazidas pelos camponeses removidos de seus campos. Outra teoria diz que as pedras foram trazidas para Pokaini para a construção de um castelo que nunca foi construído. No entanto, não há nenhuma evidência para estas teorias.


- Outras anomalias

Acompanhou-se também uma estranha uma anomalia relacionada a temperatura. Muitas pedras estão quentes ao toque e supostamente têm habilidades de cura. Peregrinos dizem que algumas rochas podem curar doenças articulares, outras são boas para problemas ortopédicos e outras, ainda, para doenças ginecológicas.



Porém, nem todas as rochas são benéficas. Existem as perigosas que provocam eventos negativos na vida de quem as toca. Os turistas que tentaram levar algumas dessas pedras ou pedaços delas, como lembrança, voltaram à floresta para devolver a pilhagem tendo sido vítimas de doenças ou acidentes. 


 Outra anomalia é em um prado, sob um velho pinheiro. A temperatura neste local é sempre maior do que a
do ambiente. e o calor se espalha em volta da árvore, no ar, no chão. Nenhuma baixa de temperatura no ambiente altera o círculo cálido em torno da árvore.



- Seres estranhos

O chamado Vale dos Espíritos também está localizado na floresta Pokaini, onde circulam no ar estranhas esferas luminosas, invisíveis a olho nu mas perceptíveis para as lentes das câmeras fotográficas. Pesquisadores do UFO Latvian Center chamam essas esferas de GOUG, globous objects of unknown genesis (objetos globulares de origem desconhecida). O cientista Yevgeniy Sidorov acredita que aos GOUGs são inteligentes, dadas às movimentações e agrupamentos aparentemente conscientes e específicos.



Médiuns, contatores e praticantes de yoga, por vezes, dizem conseguir "chamar" um UFO, através da meditação, e tirar fotos dele. Isto confirma a versão da natureza inteligente dos objetos.



Não bastassem essas estranhezas, outras se somam: máquinas param de funcionar sem explicação, os relógios param, as bússolas enlouquecem. Para completar, o acadêmico norte-americano Jim Hurtock, que visitou este lugar em meados dos anos 1970, constatou que satélites da NASA (Sputniks) detectaram uma iluminação estranha na área. Seu diâmetro é 350 km e o epicentro foi localizado no Pokaini. Não há outro lugar no mundo com o campo de energia deste tamanho.



Os cientistas vêm repetidamente se comprometendo a resolver o enigma, Oferecendo inclusive a explicação de que a culpa seria de depósitos de minério magnético, originando um campo eletromagnético, e consequentes alucinações. Talvez seja assim, ou quem sabe, talvez um dia possamos descobrir o segredo desse lugar tão peculiar. Ao meu ver, nosso planeta não para de nos surpreender , e ainda nos apresentará muitos mais mistérios, para nos desafiar.
  





Henrique Guilherme 
Escritor e estudioso. 
Curioso a cerca dos grandes mistérios das antigas civilizações


3 comentários:

  1. Maravilhosa reportagem, deu até vontade de conheçer um lugar como este, é único e encantador, é a nossa querida Terra nos supreendendo.

    ResponderExcluir
  2. Impressionante! Acho difícil a ciência conseguir explicar essa, pelo menos no nível em que estamos é impossível.

    ResponderExcluir
  3. Passei alguns dias na Letônia, e resolvi escrever um relato da minha viagem, mais especificamente das mulheres de Riga. Para quem se interessar, espero que gostem! :) http://viajanteanonimo.com/riga-a-cidade-onde-todas-mulheres-te-querem/

    ResponderExcluir

Os editores do blog Ab Origine têm profundo amor e respeito pelo livre pensamento e liberdade de expressão, porém respeitamos ainda mais o leitor que busca um ambiente de respeito às opiniões.

Por isso optamos por moderar os comentários, que serão excluídos nas seguintes condições:

• Piadinhas e infantilidades
• Palavrões e ofensas
• Desinformação

Todos os outros comentários serão publicados, independente da opinião do leitor.