segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Tipologia das Entidades Extraterrestres

Ao abordarmos uma tentativa de classificação dos supostos tripulantes dos UFOs, estamos entrando num campo minado. Sem dúvida, essa temática é uma das mais controversas na ufologia. Basicamente não há quaisquer provas concretas dos dados. Estamos lidando exclusivamente com os depoimentos de testemunhas que são, por definição, subjetivos e vulneráveis a uma série de variáveis e distorções. Isto nos leva incondicionalmente para premissas que podem ou não estar corretas com a realidade do fenômeno de fato.
          Poucos pesquisadores de renome no circuito internacional ousaram tentar classificar os supostos tripulantes dos UFOs. Podemos citar um estudo sobre os extraterrestres realizados pelo doutor Jacques Vallée, em 1964. Segundo o estudo de Vallée, basicamente podem estabelecer-se três grupos de seres diferenciados. De 100 seres descritos em 80 incidentes compilados por Vallée, 04 eram "gigantes", 52 foram qualificados como iguais aos "homens" e 44 eram "anões". Outros trabalhos destacáveis pelos seus métodos científicos são os de Geneviece Vanquelef, dedicados à relação de aparência e comportamento; o de Edwards, relativo à fonética e linguagem dos supostos humanóides e do espanhol Vicente Olmos, que oferece o panorama dos encontros com "ocupantes de UFOs" que foram recopilados pelos investigadores ibéricos.



           Mas, até hoje, o estudo científico mais completo é os 230 casos catalogados pelo brasileiro Jader Pereira. Embora apresente defeitos de método, Jader Pereira estabeleceu pautas para uma classificação básica dos diferentes humanóides obedecendo especialmente a características de forma. Segundo seu estudo, há 12 categorias básicas com 23 variações.
           Conforme os critérios de Jader Pereira, cinco pontos distintos serviram como indicadores da credibilidade dos casos: número de testemunhas, conceito das testemunhas, outras testemunhas de avistamento somente do ufo (que se supõe que esteja relacionado com o avistamento do humanóide), evidências posteriores (marcas no solo, radiotividade, etc) e, finalmente, nível de investigação realizada. Com a classificação realizada seguindo esses critérios, Jader centrou sua atenção em pontos que ele considerou como "críticos" para determinar categorias: utilização de equipamentos protetores como escafandro, as características métricas dos seres, suas aparentes formas anatômicas e seus comportamentos.
           Num primeiro momento, essa excessiva variedade de formas dos supostos tripulantes dos UFOs parece ser um indicador de que estamos diante de muitas civilizações diferentes entre si. Aimé Michel comentou, em certa oportunidade, que a diversificação de formas observadas na anatomia dos humanóides requeria uma multiplicidade de origens.

Os casos documentados de contato com extraterrestres são classificados em três categorias, a saber:
Contatos imediatos de primeiro grau – Observação simples do fenômeno, sem que este interfira no ambiente. São queridas pelos ufólogos, como mostradas em algumas fotos típicas.
Contatos imediatos de segundo grau – Semelhantes ao anterior, porém nestes são observados efeitos físicos em animais e matéria orgânica. A vegetação pode ser chamuscada ou podada( o caso dos círculos nas plantações , que poderei citar mais a frente) galhos de árvores quebram-se e animais ficam assustados, faróis de carros, motores e rádios desligam-se por algum tempo.
Contatos imediatos de terceiro grau – Os tripulantes do OVNI são vistos dentro ou nas proximidades da nave.

Os contatos imediatos de terceiro grau trazem os casos mais alucinantes que se pode ter. A variedade de descrições dos seres extraterrestres é imensa, mas após a análise cuidadosa é possível reconhecer alguns padrões nas descrições que se destacam dos demais casos pela intensidade com que se repetem ao redor do mundo. Desta forma a ufologia registrou os tipos de extraterrestres mais comuns, esses tipos são chamados de CEBES (Categorias de Entidades Biologicamente Extraterrestres) e são distribuída em cinco variedades principais:


 ALFA: Os mais comuns, representando cerca de 67% dos casos de contatos imediatos de terceiro grau relatados, são chamados de greys "cinzentos", pelo menos do que se conhece em vários países, sobretudo nos EUA; têm geralmente de 0,80m a 1,30m de altura, são esguios, com cabeça desproporcional, olhos grandes, ouvido, nariz e boca pequenos, pele rígida e elástica de cor cinza e, geralmente, quatro dedos. Podem enquadrar-se os ETs chamados por alguns autores de "reticulanos", rigerianos, "povo da serpente", "povo de ibis" etc.
Esta é a raça mais comum identificada pela Ufologia. São muitos os avistamentos, histórias e teorias referentes a eles, feitas de visionários da Nova Era a diferentes cientistas. Os Greys como são apresentados pela comunidade científica: São muito comumente descritos por suas vítimas de abduções. São considerados uma raça com motivos e propósitos desconhecidos em relação à Terra. Eles parecem estar abduzindo, estudando, testando vários indivíduos por motivos não muito claros. Os Greys como são apresentados pelo Movimento da Nova Era: são freqüentemente identificados como demônios ou raça de energia negativa. Eles são freqüentemente relacionados com muitas outras raças, como os Reptilianos e seus objetivos são desconhecidos. Os Greys são relacionados com diferentes teorias de conspiração - uma mistura de visões científicas e da Nova Era. Uma das teorias afirma que uma ou mais de suas espaçonaves se chocaram e foram capturadas pelo governo dos EUA. O governo americano então fez um acordo secreto com os Greys, permitindo que eles façam abduções de humanos em troca de tecnologia. A teoria da conspiração finaliza, afirmando que os Greys não mantiveram a sua parte no acordo. Estas são as descrições dos diversos tipos de Greys: (são todos Humanóides em aparência, com cabeça, tronco, dois braços, duas pernas e dois pés).
Subtipos:

Alfa 1: Os Greys mais freqüentemente vistos têm em torno de 0,60 cm a 1,20m de altura, muito magros, olhar delicado, de baixo peso, olhos negros extremamente penetrantes e inclinados sem pupilas, vestígios de boca e nariz, cabeça muito grande, com queixo pontiagudo. A cor da pele varia do cinza escuro ao cinza claro; do pálido ao branco e pode também ser bronzeado. Não há pelos em seu corpo.
Alfa 2: Outros também comumente vistos são semelhantes aos descritos anteriormente, exceto nos seus 15,24 cm de altura, e parecem dar as ordens. Uma variação deste mesmo tipo descrito são os olhos negros arredondados como grandes botões negros.
Alfa 3: Mais um tipo de Greys: são como pequenos robôs, atarracados e pequenos, com um liso e redondo capacete, com negros e profundos olhos, com o contorno da boca arredondado, tronco quadrado mostrando círculos concêntricos, cheiram como cabeça de fósforo queimada, e a pele tem a coloração cinza cogumelo. Este Greys agem como guardas de segurança.

BETA: Os tipo beta são o segundo tipo de extraterrestre mais comumente encontrados nos relatos de contato imediatos de terceiro grau computado cerca de 19% dos casos. São amistosos e muito parecidos com os humanos, têm pele clara, cabelos louros, tecnologicamente evoluídos, espiritualizados, benevolentes e confiáveis. Atuam com mais intensidade no hemisfério sul do planeta e Variam de 1,40m a 2,00m de estatura;  Os beta alegam representar essencialmente força espirituais interessadas na evolução moral do Planeta Terra, e englobam os relatos envolvendo os Centaurianos e os casos relacionados ao Comando Ashtar. Não somente isto, mas os relatos os descrevem com frequencia como a força líder também junto a outras diferentes raça do ramo da evolução.

GAMA: São altos, entre 2,10m a 2,50m, fortes, corpulentos e, às vezes, um pouco agressivos apresentando-se, em geral, envoltos em roupas especiais. Sua frequencia é elevada entre os casos registrados, computando 8% dos casos, mas sua atuação parece ter diminuido drasticamente desde o fim da guerra fria.

DELTA: Os tipo delta fornecem um modelo menos abrangente do que os tipo alfa, beta e gama. Representam uma infinidade de casos isolados que tem em comum o fato de apresentarem um comportamento animal, quase instintivo. Não apresentam um contato cultural inteligente, mas assemelham-se a animais (como por exemplo, o ET de Varginha) ou robôs analíticos. Possuem, de modo geral, uma baixa estatura; representam cerca de  3% dos casos relatados.

ÔMEGA: Conhecidos pelo nome de Espectrais, e representam aproximadamente 2% de todos os casos analisados de contato imediato de terceiro grau. Esses seres são energéticos ou luminosos e aparecem sobretudo à noite. São raros e não têm forma definida.  Possuem uma aura luminosa que se confunde com a luz do ambiente e um corpo mais sutil que o nosso. Apesar de raramente interagirem culturalmente com suas testemunhas, todas elas são unânimes em afirmar que os tipos ômega emanam sentimentos de paz e amor. Muito espiritualizados, geralmente se apresentam mostrando muita leveza flutuando ou voando, de tal foram que normalmente são confundidos com anjos, arcanjos ou com figuras bíblicas.


É sempre importante mencionar que estamos trabalhando com elementos especulativos e dedutivos. Nada impede que existam alguns casos onde o ser humanóide não se enquadre em nenhuma das categorias da classificação acima – as exceções à regra. Mas, de um modo geral e assumindo a possibilidade de uma enorme diversidade anatômica de uma mesma forma de vida, a classificação descrita acima é, até agora, o instrumento mais compatível e aplicável.
Um exemplo de exceção à regra é um caso clássico da casuística ufológica brasileira e que envolve um ser descrito como ciclope.
Seres diferentes também aparecem em relatos históricos, diferenciando-se do padrão humano, tais como “os seres em caudas de serpentes” que são vistos em relatos chineses e maias (ler O Mistério das Serpentes Voadoras) ou os “seres azuis e de múltiplos braços” que encontramos nos antigos textos hindus (ler Mahabharata, Vimanas e os Extraterrestres).

Existem inclusive outras classificações, seguidas por adeptos do movimento cultural da “Nova Era”, onde eles afirmam que realizam contatos extraterrestres periodicamente e os seres intervêm em nosso planeta, de acordo com os interesses de suas raças e planetas. Afirmam inclusive que alguns têm intenções benévolas para conosco, segundo os supostos contactantes.
REAFIRMANDO, ESSA CLASSIFICAÇÃO SEGUE PRECEITOS EXCLUSIVOS DE UM MOVIMENTO CULTURAL, E DIFICILMENTE PODEMOS COMPROVA-LOS ATRAVÉS DE EVIDÊNCIAS FÍSICAS! ACREDITAR OU NÃO, É ALGO QUE DEIXO PARA CADA UM!
Segue abaixo tal classificação, para seu próprio julgamento:

* Andrômedas
Formam uma raça não física de seres "angélicos" da Galáxia Andrômeda. Eles formam essencialmente a força espiritual dentro do Comando Ashtar e são os guias entre os Plêiades  e de todo nosso ramo de evolução humana. São também a força líder junto a menor e mais diferente raça do ramo da evolução: Cygnusiana – tranqüila, viçosa, anfíbia como as criaturas vindas de planetas da Constelação Cygnus. Mais uma vez, os seres da Galáxia Andrômeda estão ajudando os seres da nossa própria Via Láctea a crescer; é um exemplo macrocósmico de como a civilização plêiade  está ajudando o crescimento da Terra.

* Arturianos
Membros da Confederação dos Humanos. Os Arturianos  são uma raça muito espiritualizada que vive em um universo ou realidade fraterna. Parece haver no planeta deles, um portal de alguma espécie, o qual transmite alta energia ao nosso universo dimensional.

* Arianos (Louros) 
Humanóides, louros, nórdicos, que trabalham com os greys. Dizem ter sido capturados pelos Reptilianos e também terem implantes. Eles dizem ter uma tendência a mudar a sua lealdade entre os Reptilianos e a Confederação dos Humanos.





* Azuis (“Guerreiros Estelares”) 
Azuis dizem ter pele translúcida, olhos de formas amendoadas e pequena estatura. A grande questão do aprendizado deles é "perseguir sua paixão", não sendo pressionado por nada, mas sendo o que e quem são. A informação sobre os Azuis vem de Robert Morningsky, um dançarino da tribo apache Hopi. De acordo com Morningsky, os primeiros contatos alienígenas começaram entre 1947 e 1948, com os Greys contatando o governo dos Estados Unidos para firmar um tratado entre eles. Os outros alienígenas contatados eram os Azuis. Eles aconselharam o governo norte-americano a não negociar com os Greys, informando que isso poderia levá-los a um desastre. Aconselharam também aos Estados Unidos perseguir sua própria trilha. Disseram que ensinariam em paz e harmonia se os homens se desarmassem e os ouvissem. Os militares disseram não ao acordo com os Azuis. Eles então se afastaram, mas aos poucos decidiram permanecer no nordeste do México e do Arizona e fizeram um acordo com os indígenas. Estes alienígenas são conhecidos pelos índios como Guerreiros Estrelares.
Por conseguinte, os Greys começaram a monitorar os Azuis, que tiveram que fugir da reserva indígena. Uns poucos índios idosos foram com eles. A lenda Hopi conta que havia duas raças: "as crianças de pena que vieram dos céus"; e "as crianças dos répteis, que vieram do fundo da Terra". As crianças dos répteis perseguiram os índios Hopi fora da Terra. Estes demônios subterrâneos eram também chamados de "dois corações".


* Centaurianos 
Estes são do tipo louros nórdicos que vêm de Alpha Centauro. Como os  Plêiades, procuram nos ajudar no crescimento espiritual, mas não tomam um papel ativo como as outras raças. Os Centaurianos têm mantido contato com algumas pessoas selecionadas na Terra.

* Confederação dos Humanos (Confederação Intergálatica) 
Esta é a mais freqüente referência à "Confederação Intergalática", liderada pelo Comando Ashtar. Consiste em uma organização de seres espaciais nascidos da energia positiva, que estão ajudando a raça humana a longo tempo e desejam protegê-la. Incluem-se os Vegas, Arturianos, Sirius, Plêiades, Lirianos, DALs e Centaurianos.

* DALs 
Esta raça de tipo nórdico vem do chamado Universo DAL. Eles são um ramo dos Lirianos. Espiritualmente e tecnologicamente estão de 300 a 1000 anos à frente dos Plêiades. Eles estão ajudando os Plêiades de maneira muito similar a ajuda que dão aos terráqueos.

* Greys 
Esta é a raça mais comum identificada pela Ufologia. São muitos os avistamentos, histórias e teorias referentes a eles, feitas de visionários da Nova Era a diferentes cientistas. Os Greys, como são apresentados pela comunidade científica, são muito comumente descritos por suas vítimas de abduções. São considerados demônios ou raça de energia negativa, com motivos e propósitos desconhecidos em relação à Terra. Eles parecem estar abduzindo, estudando e testando vários indivíduos. São freqüentemente relacionados com muitas outras raças, como os Reptilianos e com diferentes teorias de conspiração – uma mistura de visões científicas e Nova Era. Uma das teorias afirma que uma ou mais de suas espaçonaves se chocaram e foram capturadas pelo governo dos EUA. O governo americano então fez um acordo secreto permitindo que eles façam abduções de humanos em troca de tecnologia. A teoria da conspiração finaliza, afirmando que os Greys não mantiveram a sua parte no acordo. Estas são as descrições dos diversos tipos de Greys: (são todos humanóides, com cabeça, tronco, dois braços, duas pernas e dois pés)

* Lirianos
Esta é a mais antiga das raças, da qual emergiram nosso ramo da raça humana, incluindo os tipos Nórdicos, os Orions, e mesmo os Greys. Totalmente guerreira no início de sua civilização, a raça liriana aprimorou seus modos e é agora espiritualmente e tecnologicamente evoluída, chegando ao nível dos Plêiades.

* Império de Orion (Forças de Orion)
Os Orions são formados por duas raças opostas. O "Conselho de Luz", do sistema estrelas de Betelgeuse, e os igualmente poderosos demônios Orions, do sistema estrelar de Rigel. Os Orions tomaram muitos dos planetas de nossa galáxia de raças de menor espiritualidade, mas sempre foram confrontados pela Confederação Intergalática. A parte conquistada do Império Orion foi derrotada há 200 mil anos, pela Confederação Intergalática, mas os Orions não haviam ameaçado a Terra até então. Eles estão no momento se preparando para alçar "a quarta dimensão", assim como nós na Terra.

* Plêiades
Os Plêiades são uma coletividade de extraterrestres do sistema estrelar Plêiade. Sua cultura é antiga e parece vir de outro universo de amor, muito antes da Terra haver sido criada. Eles formam uma sociedade a qual vivem com idéias e ideais que ainda não nos são familiares. Os Plêiades começaram um projeto de contatar e inspirar os humanos terrestres a tomar de volta a sua força interior e criar uma realidade melhor para eles mesmos. Eles estão aqui como embaixadores de outro universo para ajudar a Terra na sua transição da terceira dimensão para quarta dimensão energética e assistir a cada um de nós no esforço de conscientização e conhecimento interior. Como seu projeto tem se tornado muito bem sucedido, muitos ET’s têm se juntado ao grupo, alguns de outros sistemas estrelares. Supostamente nos ensinam a forma de energização metafísica pessoal e social, com amor e de forma clara. Os Plêiades falam como uma coletividade e não indivíduos. Eles não aparecem sob forma física e acham seguro enviar suas mensagens através da canalização, e não atrair muita a atenção.

* Sirius
Membros da Confederação dos Humanos. Eles são uma raça aquática, algo como uma versão de golfinhos e baleias. Eles estão no sistema solar muitos ligados a nossas maneiras físicas. Também exercem um papel na ajuda à Terra, mas fazem isto de forma sutil, em nossos oceanos.


* Reptilianos 
A raça Reptiliana, de Draco, um planeta conquistado, é controlada pelos Greys por meio de um implante. Eles também dizem ser a mente mestre dos planos de abduções. Possuem uma recém-criada "meia-criatura" com implantes para derrotar a Confederação dos Humanos. Os Reptilianos também usam os humanos como alimento. 

* Vega
Membros da Confederação dos Humanos. Estas raças são as mais citadas em livros, publicações e grupos de discussões.

         

Serão os humanóides como as testemunhas oculares afirmam que são, ou estamos diante de uma interpretação limitada pelo nosso escasso conhecimento de um fenômeno que parece transcender tudo o que sabemos? Todas as tentativas de classificação buscam, antes de qualquer coisa, um padrão que possa servir de generalização. No entanto, a manifestação do aspecto físico parece sofrer uma série de variáveis. Talvez devêssemos transcender a classificação pelo aparente aspecto físico e buscar outras associações que possam nos apresentar novos indicadores.
Acreditar ou não depende de cada um de nós. Porém as evidências estão presentes. E não são poucas.




Henrique Guilherme
Escritor e estudioso
Curioso a cerca dos grandes mistérios das antigas civilizações

10 comentários:

  1. Se quiserem conhecerem Ashtar Sheran, gentileza irem até o KM 67 da rodovia Dom Pedro, situada na cidade paulista de Atibaia - SP. La encontrareis o Professor Hirota, onde o mesmo efetua curas espirituais com raízes. Seu mentor espiritual é o Sr. Ashtar Sheran. Aqui podem encontrar o mapa de como ir até lá através do Google, coloque Professor Hirota na pesquisa e boa sorte.

    ResponderExcluir
  2. Realmente muito interessante o artigo.


    Linkicha - Agregando ótimos links: www.linkicha.com.br

    ResponderExcluir
  3. uai mas uma certa vez eu havia visto uma entrevista com alex collier um orador que mantem(eve) contato com os andromedanos,e segundo ele os reptilianos que comandam os greys e não ao contrario!?!

    ResponderExcluir
  4. tenho sonhos com alguns deles e eles usam naves super mega evoluídas que todas as vezes eu os temo demais e nos sonhos eles apenas vem atrás de mim não ligando para os outros humanos.............

    ResponderExcluir
  5. Olá amigos!!!
    gostaria de dividir as experiencias mais recentes que vivi!
    Ao ler este artigo, reuni informações para descrever melhor os fatos comigo ocorridos!
    Irei narrar dois contatos recentes, um em primeiro grau e outro em terceiro.
    O de 1º grau foi engraçado, cheguei no camping por volta das 5 horas da manha, era noite de reveillon tinha passado a noite em meio a festa mas nao havia consumido nenhuma substancia capaz de provocar alucinação. Dai avistei um grupo de montanhas onde havia uma aureola de luz no cume, e de repente, as luzes começaram a piscar alternadamente em cada cume, isso durou por volta de 10 segundos. fiquei absmado!!!
    A segunda experiencia foi mais complexa, estava só no meu carro, em uma noite de lua cheia maravilhosa, a vida organica pujava, era por volta de 23/24 horas, numa estrada deserta e sem iluminação, nao havia nuvens no ceu, a noite estava linda!!
    De repente, recebi uma intuição que deveria retornar e voltar, e foi o que eu fiz!
    pouco depois, comecei a sentir um fenomeno de desdobramento( nao foi a primeira vez) me desdobrei para uma outra dimensão onde experimentei o contato de terceiro grau, avistei uma aeronave composta de energia, e logo depois, havistei dois seres de forma definida e visivelmente compostos de energia, algo parecido com as forma dos citados omega.
    a imagens eram estáticas, porem senti que havia uma amistosidade naqueles seres!!!
    Bem, foram estas as mais recentes!
    houveram outras experiencias mas não foram tão lucidas como estas!!!
    em outra oportunidade posso descreve-las!!!!
    Saudações a todos!!!

    W EU

    ResponderExcluir
  6. Já tive experiências em desdobramento também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, conte com foram suas experiencias!!!

      W EU

      Excluir
  7. Esse é meu primeiro relato....

    Quando eu tinha meus 5 anos brincava como meu irmão que na época tinha 7 no corredor de nossa casa, simples em Mogi das Cruzes, era no período da tarde creio que era em torno das 15:00 quando uma luz clareou o corredor de nossa casa e vimos 2 seres que pra gente era totalmente desconhecidos, corremos para dentro de nossa casa chorando e para os braços de nossa mãe que estava na sala, que perguntou o que houve e descrevemos para ela que saiu para ver e nada mais tinha no local apenas uma marca mais clara no cimento onde falamos para ela onde estavam os dois seres que vimos.
    Após varios anos tive outra experiencia que para mim marcou minha vida, sai de minha casa para ir a uma gruta proxima de onde moravamos, gostava de ir la durante minha adolescencia para ver o nascer do sol era em torno de 05:30 da manhã, mas naquele dia algo acontece quando cheguei proximo a gruta novamente uma luz em minha frente e nada mais me lembro...apenas uma simples imagem minha deitado em algo que parecia ser uma mesa mas transparente, uma luz branca esverdeada cubria meu corpo e meu rosto, mas pude ver dois seres da classe Gray do meu lado direito e um do lado esquerdo, mas rapidamente adormeci, quando acordei ja era quase 16:00 e eu estava parado em uma area da mata proxima a rua que levava para a gruta, voltei para minha casa e não comentei nada com as pessoas que eu conhecia, por medo de ser ironizado, apos esses eventos em minha vida, sempre vejo luzes no céu realizando manobras que menhum avião ou helicoptero possa fazer; mesmo em dias em que o ceu esta completamente sem nuvens eu fico observando a procura de algum sinal....Hoje tenho 31 anos, casado e pai de uma menina de 10 anos.....

    ResponderExcluir
  8. Quando tinha cerca de 10 anos ,eu e minha irmã estávamos na janela do quarto de nossa casa que fica no alto de um morro,quando ao observarmos os outros montes bem mais distantes de nossa localidade, visualizamos uma forte luz branca que ficou no ar por muito tempo e na mesma posição.Num determinado momento dessa luz saiu uma menor e de cor vermelha,a qual esquadrinhou um perímetro retangular e retornou para a luz de origem.A impressão que se deu foi que aquela bola vermelha havia saído apenas para medir a área na qual estavam em questão(talvez fosse algum tipo de sonda).Noutra situação ,eu e um colega estavamos conversando neste mesmo local quando no alto da cidade percebemos que havia uma névoa muito forte sobre a atmosfera e que também haviam duas luzes que não se moviam no ar e após um longo período,cerca de uns vinte minutos as luzes cresceram e se fundiram em uma bem maior e num piscar de olhos simplesmente desapareceram no horizonte.Estes dois casos ocorreram aqui em Franco da Rocha/SP,onde descobri que na década de 50 o prefeito Donald Savazonni havia testemunhado um objeto desconhecido e pousado no meio de um dos brejos da região da chamada mata do governo(área de proteção ambiental).Este relato foi feito no jornal Ägora¨,salvo o erro.

    ResponderExcluir
  9. estava sonhando com esferas voado ai um ser mi atacou ai mi acordei apavorado e os espelhos da minha casa piscavam luzes vermelhas e só parou quando acendi as luzes estou apavorado porque estou muinto estranho depois disto e nao tenho para quem contar porque vao dizer que estou louko mi respodao por favor o que houve juro por deus que é verdade

    ResponderExcluir

Os editores do blog Ab Origine têm profundo amor e respeito pelo livre pensamento e liberdade de expressão, porém respeitamos ainda mais o leitor que busca um ambiente de respeito às opiniões.

Por isso optamos por moderar os comentários, que serão excluídos nas seguintes condições:

• Piadinhas e infantilidades
• Palavrões e ofensas
• Desinformação

Todos os outros comentários serão publicados, independente da opinião do leitor.